Associação dos Oficiais
Policiais e Bombeiros
Militares do Estado
do Paraná
  • CONTENT

Notícias

17.05.2019

ASSOFEPAR repudia comentário de apresentador da emissora Tarobá

A Associação dos Oficiais Policiais e Bombeiros Militares do Estado do Paraná (ASSOFEPAR), em defesa das prerrogativas da Classe que representa, vem a público manifestar sua indignação e repúdio em relação à crítica equivocada e empírica do Senhor Oziel Luiz, no programa “Tempo Quente” perante a TV Tarobá, com sede em Cascavel (PR), nesta semana.

 

A crítica, sem fundamentação técnica e maliciosamente distorcida, condenou o planejamento e a quantidade de efetivo empregados na Operação de Reintegração de Posse na área denominada “Jangadinha”.

 

A operação, que foi concluída sem qualquer incidente, representou que a Polícia Militar, no cumprimento de uma DETERMINAÇÃO JUDICIAL, corretamente empregou seus recursos no interesse público, com base na legalidade, necessidade e principalmente, na prevenção de conflitos e na defesa dos Direitos Humanos. 

 

Salienta-se que o suficiente aparato é decorrente do objetivo de impossibilitar a ocorrência de conflitos, revezamento de turnos e distribuição nas dezenas funções policiais que são especificas em tais operações.

 

Aparentemente não é do conhecimento do apresentador, além das questões técnicas (que necessita saber para querer criticar), mas Cascavel possui uma situação fundiária peculiar, preocupante e violenta, destacando-se, inclusive a execução dos policiais militares Vicente de Freitas, Algacir José Bebber e Adelino Arconti no dia 3 de março de 1993 por invasores de terra, ocasião em que os referidos policiais militares estavam acompanhando uma idêntica Operação de Reintegração de Posse.

 

Verifica-se que o apresentador insufla os telespectadores contra o Comando do 6º BPM, realizando afirmações de que os gastos realizados com alimentação seriam excessivos, e que não haveria necessidade de tantos policiais estarem na referida Operação.

 

Cumpre destacar que foram gastos em alimentação com toda a tropa que participou da aludida Operação a importância de R$ 1220,00 (um mil duzentos e vinte reais) compreendendo café da manhã e almoço para mais de 150 (cento e cinquenta) policiais – muitos dos quais trabalharam por mais de 15 (quinze) horas ininterruptas, sendo que inclusive a PMPR cedeu alimentação para o pessoal que estava auxiliando no carregamento da mudança dos invasores, pois a alimentação dos mesmos estava atrasando demasiadamente.

 

Durante a Operação, a imprensa de Cascavel pôde realizar seu importante trabalho no local invadido, em virtude da colaboração e segurança proporcionada pela Polícia Militar, assim como ocorre cotidianamente.

 

Desejamos que críticas desmedidas e sem qualquer fundamentação não tornem a ocorrer pelo conceituado canal de comunicação regional que é a TV Tarobá, o qual 40 (quarenta) anos completou no dia 1 de fevereiro de 2019 e possui grande credibilidade perante todos os militares estaduais do Paraná.

 

Avante ASSOFEPAR

Avante PMPR.

 

Curitiba, PR, 17 de maio de 2019.

 

Diretoria da Associação dos Oficiais – ASSOFEPAR

Indicar PARA UM AMIGO
Comentários
Deixe seu comentário

INDIQUE UM AMIGO
Ops,
essa matéria é restrita para associados.
Faça seu login para ler
associe-se esqueci minha senha