Associação dos Oficiais
Policiais e Bombeiros
Militares do Estado
do Paraná
  • CONTENT

Notícias

24.09.2019

Aspirante a Oficial age rápido e faz a diferença na vida de um torcedor ferido no Paraná; caso teve repercussão nacional

Aspirante a Oficial age rápido e faz a diferença na vida de um torcedor ferido no Paraná

“Foi gratificante colocar em prática os conhecimentos adquiridos durante minha formação”, disse o Aspirante Diego Augusto Feltrin, do 17º Batalhão de Polícia Militar (BPM), sobre o procedimento que foi crucial na vida de um torcedor do Clube Athletico Paranaense, na terça-feira (17), da semana passada.

 

O torcedor aguardava, junto a outras dezenas de pessoas, o embarque do time para o Rio Grande do Sul, onde o clube paranaense foi campeão da Copa do Brasil 2019. Foi quando o ônibus do CAP chegou ao saguão do aeroporto Internacional Afonso Pena e a atenção de todos estava voltada ao veículo, que houve a explosão de um artefato pirotécnico, ferindo gravemente a mão do torcedor. Muitos não perceberam a gravidade da situação, mas o Asp. Feltrin, prontamente foi até ele, e prestou o primeiro atendimento, até a chegada do socorro médico.

 

O Militar Estadual agiu rápido e colocou em prática os ensinamentos que a Corporação presta nos cursos de formação. “A minha ação foi rápida e eficaz, mostrando a importância de estar com o treinamento em dia. O policial, em seu dia a dia, precisa tomar decisões e agir de forma imediata nas mais diversas questões que se apresentam, assim como no caso que aconteceu no aeroporto. A situação exigiu uma leitura rápida do mecanismo do trauma e uma reação equivalente para que o quadro de saúde da vítima não se agravasse”, disse o Asp. Feltrin.

 

O associado também destacou a importância dos conhecimentos técnicos em atendimento pré-hospitalar. “São fundamentais o treinamento e conhecimento de técnicas de APH aos policiais militares, bem como a utilização de materiais e equipamentos adequados para prestar esse tipo de socorro emergencial”, finalizou.

 

O Aspirante recebeu treinamento do COE durante o Curso de Formação de Oficiais (CFO), onde aprendeu a executar o protocolo de APH tático. O material utilizado por ele é particular, adquirido com meios próprios.

 

A ASSOFEPAR parabeniza o associado Asp. Feltrin, que fez a contenção da hemorragia de forma adequada, protegeu o ferimento, acalmou e estabilizou a vítima até a chegada do socorro. Parabéns pela dedicação em prol da vida do próximo!

 

Abaixo, a homenagem recebida pelo Aspirante, na SESP:

 

 

Indicar PARA UM AMIGO
Comentários
Deixe seu comentário

INDIQUE UM AMIGO
Ops,
essa matéria é restrita para associados.
Faça seu login para ler
associe-se esqueci minha senha