• CONTENT

Carreira

14.07.2021

ASAS SEMPRE FIÉIS

Definitivamente os anos de 2020 e 2021 ficarão marcados na história da humanidade. O planeta foi assolado por uma pandemia sem precedentes nos tempos atuais. Passamos a conviver com o medo, com o isolamento, com perdas e principalmente com incertezas. Neste complicado processo, tivemos que nos reinventar em muitos sentidos. Temas antes distantes, como “home office”, home school” e reunião virtual passaram a fazer parte do nosso dia-a-dia.

 

Muitos ficaram em casa, porém várias categorias de profissionais mantiveram suas atividades de forma ininterrupta. A Polícia Militar do Paraná, instituição sesquicentenária, cuja história se funde com a própria história do estado, rapidamente se adequou a essa nova realidade, adotando rigorosos protocolos sanitários de segurança, para que suas unidades continuassem a proteger e servir ao cidadão paranaense, nas cidades, nas matas e estradas.

 

Houve baixas, muitos policiais e bombeiros militares choraram e enterraram irmãos de farda que perderam a batalha contra o Coronavírus. Mas em momento algum a Polícia Militar de Dulcídio, João Gualberto e Sarmento se deixou abater, pois essa não é sua característica. Os policiais e bombeiros viveram o seu luto e nele encontram forças para seguir em frente cumprindo a missão e o propósito de preservar a ordem pública e servir ao próximo.

 

Todas as unidades policiais e bombeiros militares tiveram um papel extremamente relevante neste tão conturbado momento da história. Contudo, o Batalhão de Policia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) foi além na sua importante missão. Mantendo o padrão de qualidade de seus atendimentos, seja no apoio aeromédico e nas diversas missões de Segurança Pública, a unidade tem se destacado também, desde o início da pandemia, no apoio ao combate à Covid 19.

 

Buscando ser mais rápido do que a velocidade de propagação do vírus, o BPMOA tem atuado no transporte rápido de testes de Covid 19, dos pontos mais distantes do estado para laboratórios de grandes centros, visando dar agilidade na identificação e no isolamento correto dos casos positivados para tentar interromper a disseminação. Destaca-se também, o importante e necessário transporte de vacinas e medicamentos para intubação de pacientes, contribuindo assim para a celeridade e continuidade das campanhas de vacinação e também para o tratamento adequado a pacientes graves.

 

Vários municípios do Paraná puderam contar com esse valoroso apoio, que já totalizou mais de 240 horas de voo, envolvendo toda a equipe da unidade. Os Helicópteros Falcão 01, Falcão 03, 04, 07, 08 e 09 foram empregados em cidades que não dispunham de aeroporto, tendo a possibilidade de agilizar a entrega em locais de difícil acesso, assim como os aviões Falcão 05 e Falcão 06 atuaram nas localidades que possuíam aeroportos.

 

Rendemos nosso reconhecimento e profunda gratidão aos militares estaduais integrantes do BPMOA, que neste momento tão importante para a população paranaense estão dando o melhor de si para que vidas possam ser salvas e que tudo possa voltar ao normal. 

 

“Nunca tantos deveram tanto a tão poucos”. Winston Churchill

BPMOA – Alis Semper Fidelis

Indicar PARA UM AMIGO
Comentários
Deixe seu comentário

INDIQUE UM AMIGO
Ops,
essa matéria é restrita para associados.
Faça seu login para ler
associe-se esqueci minha senha