Associação dos Oficiais
Policiais e Bombeiros
Militares do Estado
do Paraná
  • CONTENT

Carreira

06.06.2019

Seminário sobre Ciclo Completo de Polícia em Faixa de Fronteira tem participação da ASSOFEPAR

A Associação dos Oficiais Policiais e Bombeiros Militares do Estado do Paraná (ASSOFEPAR), representada pelo Capitão Diego Astori, membro do Conselho Deliberativo, participou, entre os dias 4 e 6 de junho, em Brasília, do Seminário Ciclo Completo de Polícia pelas Forças Armadas em Faixa de Fronteira. O evento foi promovido pelo Ministério Público Militar, com a orientação pedagógica do promotor de Justiça Militar Cícero Robson Coimbra Neves. Os participantes da atividade debateram a possibilidade de implantação do ciclo completo de polícia pelas Forças Armadas nas fronteiras do Brasil.

 

Para o Conselheiro da ASSOFEPAR, Capitão Astori, “o  seminário foi realmente inovador e trouxe  um grande desafio que deve encontrar alguma resistência por órgãos classistas e que não defendem nem os direitos humanos e tampouco a eficiência do serviço público ou da própria Segurança Pública em nosso Estado Democrático  de  Direito”, disse o Oficial que completa:

 

“As Forças Armadas atuam em regiões de difícil acesso na nossa fronteira de quase 17 mil quilômetros e se deparam com diversos crimes comuns, transnacionais ou contra o meio-ambiente em atividade de Garantia da Lei e da Ordem, sendo que nestes casos a distância se conta por dias para se chegar até a próxima localidade que tenha atendimento mínimo de órgãos de Polícia ou Judiciários. Essa atuação das FFAA é residual e de conotação de Defesa Nacional e deve ter maior efetividade precipuamente na efetivação de lavratura de Termo Circunstanciado de Infração Penal (TCIP) ou Autos de Prisão em Flagrante, atividade que já é cotidiana perante a Justiça Militar e portanto de conhecimento dos militares que lá estão”, conclui.

 

As Polícias Militares dos Estados auxiliaram no Seminário com vários palestrantes e expectadores trazendo a experiência da lavratura do TCIP, a melhoria no atendimento à população (evitando a dupla vitimização da vítima), a grande economicidade de recursos públicos e a otimização de ações de patrulhamento.

 

O representante da Associação dos Oficiais também utilizou os horários livres do curso para visitar os parlamentares federais, tais como os deputados Diego Garcia, Rubens Bueno, Sargento Fahur e Christiane Yared.

Indicar PARA UM AMIGO
Comentários
Deixe seu comentário

INDIQUE UM AMIGO
Ops,
essa matéria é restrita para associados.
Faça seu login para ler
associe-se esqueci minha senha